Um livro? Pode ser uma Série?

Ana Motta Rabelo

Graduada em Relações Internacionais que decidiu fazer jornalismo para se dedicar ao jornalismo internacional, acabou se deparando com design e história da arte. Hoje, gosta de ler e escrever sobre diversos temas, desde que tenham uma boa história para contar.

Últimos posts por Ana Motta Rabelo (exibir todos)

Em tempos moderninhos, com um universo ao nosso dispor, o normal seria passar o tempo na internet. Trabalho, faculdade, diversão: tudo envolve o espaço online. Tão normal que quando eu comentei com a minha irmã da vontade de falar sobre livros, ela me respondeu com naturalidade e um tantinho de sinceridade:
– Acho que não tem tanta gente assim que lê, Ana. 

E ao pensar em contar sobre eles na internet, competindo com séries, filmes e por aí vai, a ideia me pareceu ainda mais sem sentido. Nesse momento, parei para refletir: será que as pessoas não gostam de ler? Será que as pessoas não têm vontade de pegar um livro na mão? Afinal, assim como as séries, os livros contêm histórias e muitas vezes a mesma narrativa é transformada em filme, ganhando prêmios, e tudo mais. Por que não ler no papel – ou no Kindle, já que estamos em 2018? leitura livros no kindle

Depois de ter deixado a ideia de lado, comecei a ver fotos de livros no Instagram. Lindas, bem montadas, dignas de Pinterest. Não me pareciam terem sido somente colocadas ali para deixar o feed mais cult. Essas pessoas devem ler. Não sou tão anormal assim. Resolvi colocar a ideia na mesa de novo.

– Mas você nem lê esse tipo de livro!

Acabei omitindo o fato de que esses livros eram daqueles mais leves. Nada de literatura francesa ou russa, ou até mesmo uma biografia mais densa. Eram livros de romances bobinhos, autoajuda, etc. Livros que não estão na minha cabeceira desde a minha adolescência. Com quem eu iria falar? bom livro para ler por a book by ana1 vargas lhosa

Tem o novo do Vargas Lhosa? 

Durante uma ida à livraria, percebi que vários autores que eu gostava de ler, muitas vezes não estavam no balcão principal. A livraria lotada e os meus livros preferidos estavam dispostos naquelas estantes enormes, longe do alcance das pessoas.

Naquele momento me veio à cabeça que talvez as pessoas não estão tendo a oportunidade de escolher melhor. Aprofundar a leitura. Ler livros mais complexos. Ler histórias que acrescentem o mundo delas. Livros com bagagem cultural.

Resolvi mudar a rota. Por mais que eu gostaria de falar com todo mundo, decidi que gostaria de conversar com essas pessoas que já possuem um contato com a leitura. Nem que seja um livro por ano, leitores de revista, site de fofocas, qualquer coisa. bom livro para ler por a book by ana4

E você é quem para falar?

Ninguém importante. Ou melhor, ainda não. Talvez alguém que já possua uma reputação – ou uma fama de inteligente. Nada construído com esforço. Sou muito modesta e um tanto insegura para sustentar isso com palavras. “Gênia”, “inteligente”, “culta”. Já inclusive escutei que tinha uma “inteligência sofisticada”. Nunca escutei dizer que sou curiosa, e talvez seja uma das minhas principais características. Gosto de saber das coisas, me importo com as pessoas, com as suas histórias. leitura livros no kindleResolvi compartilhar as minhas leituras mesmo assim, sem qualquer pretensão. Criei o @abookbyana, um perfil no Instagram. Autores russos, franceses, portugueses. Livros que não muito comuns – mas garanto que todos têm uma boa história. Por aqui, pretendo contar um pouco mais sobre cada um deles. Espero que gostem!