Lei de Parkinson: Por Que Sempre Concluímos os Trabalhos Em Cima da Hora?

Henrique Barroso

Advogado, ativista LGBTI, apaixonado por cultura pop e por autoconhecimento. Acredito que dentro de cada um de nós está a inspiração e a força para sermos quem queremos ser.

Não sei vocês, mas se eu tenho uma hora para fazer um trabalho, ele vai ser feito em uma hora. Se eu tiver 10 horas, ele vai demorar 10 horas pra ser feito, entre um vídeo de um cachorro fofo aqui e um like no insta ali. Se algum de vocês se identificou comigo, fique tranquilo, não estamos sozinhos! Acho que todo mundo conhece a lei de Murphy, correto? Aquela que diz que “Tudo que pode dar errado vai dar errado”. Mas não existe só essa lei! Tem uma outra que me trouxe um conforto imenso, a Lei de Parkinson:

“O trabalho se expande de modo a preencher o tempo disponível para sua conclusão”

Em outras palavras, o trabalho ocupa o espaço de tempo que você tem pra fazê-lo – e tá tudo bem! Porque olha, se existe uma lei que atesta essa conclusão, é porque muita gente está nesse mesmo barco da “enrolação”. E existem várias lições que podem ser tiradas desse pensamento.

Isso significa que tarefas individuais com datas-limite raramente são terminadas antes do final de seu prazo, pois aquele que está realizando o trabalho tende a expandi-lo para terminá-lo próximo à data de entrega, é natural. Então não se culpe se na semana passada você terminou um trabalho em uma hora, já que ele deveria ser entregue no dia seguinte, mas essa semana você demorou um dia inteiro para fazer outro trabalho, saiba que isso é normal e não há porque se sentir mal por isso.

Produtividade é importante, mas não deve ser a prioridade da sua vida

Independente de todo esse ensinamento, aposto que te vem a cabeça o seguinte pensamento: Mas se eu fizesse 10 trabalhos nessas 10 horas eu estaria sendo muito mais produtivo. Só que não conseguimos fazer isso, e então ficamos frustrados. Ou faríamos e deixaríamos de lado nossa vida pessoal e os pequenos prazeres da vida.lei-de-parkinson.jpgNão entregar um trabalho no menor tempo possível é mesmo tão ruim assim? Depende. Para sua produtividade no trabalho, pode ser. Porém, para sua saúde mental, para o seu lazer, para o seu dia ser mais feliz, pode ser ótimo:

Atualmente vivemos extremamente ansiosos e preocupados, sem viver o momento presente e, na maioria dos casos, o trabalho ocupa a maior parte do dia. Por não trabalhar tão rápido, seu trabalho pode ficar mais caprichado. Você pode ter enrolado um pouco enquanto tomava seu café e, por isso, pode ter tido uma ótima conversa com seu chefe, que fez ele se aproximar mais de você, ou ter tipo tempo para ter outras ideias ótimas. Você pode ter curtido todas as fotos do seu feed do instagram, o que vai levar uma amiga sua a lembrar que você existe e te chamar pro aniversário dela!

Portanto, não se cobre tanto! É perfeitamente comum ter dias em que trabalhamos muito mais e dias em que levamos o triplo do templo pra completar a mesma tarefa, e isso não precisa ser algo ruim. Se o seu trabalho está bem feito, seus prazos estão em dia e seu chefe está feliz, está tudo bem!

E digo mais, se você é seu próprio chefe, tudo que eu disse vale pra você também! Às vezes o fato de você ter demorado mais para concluir uma tarefa pode ter te propiciado um momento de relaxamento que você precisava!lei de parkinson.jpg

Outra Lição

Agora, principalmente para quem é autônomo, ou para aquele que simplesmente traça suas próprias metas, há outra lição a se tirar deste texto: se você quer terminar os seus afazeres mais rápido, coloque prazos menores e realistas para que eles sejam completados. Prazos longos demais dão brecha para procrastinação e isso também pode causar frustração.

Normalmente, sequer estipulamos prazos para realizar uma tarefa, mas começamos a fazê-la com tempo de sobra, e isso pode afetar a nossa eficiência. Para driblar essa situação, primeiro, pense em quanto tempo você realmente precisa para completar uma determinada tarefa, baseando-se em uma média de quanto tempo você levou para efetuá-la no passado, quando não tinha muito tempo, e em outros momentos, quando você ficou enrolando para fazê-la. Depois, ainda que não seja extremamente necessário, coloque um prazo para si mesmo para finalizar aquela tarefa, um prazo real, e não com tempo de sobra.

Prazos e Metas são Essenciais para Realizar Algo

Como vimos, é muito provável que você termine esse trabalho dentro do prazo, nem antes e nem depois. Então fixar um tempo limite para suas tarefas vai te ajudar a se programar melhor e pode até aumentar sua eficiência, mas é muito importante que este prazo seja estipulado de uma forma inteligente e realista.

Assim, percebemos que é perfeitamente normal ter uma oscilação na sua produtividade, a depender dos prazos que você tem e das suas metas traçadas. Portanto, se seu trabalho está feito em dia, não se estresse tanto. Se você que traça suas próprias metas, reflita se você está se colocando prazos realistas.

Agora se você leu toda essa matéria e acha que seu desempenho no trabalho está ruim e isso está te deixando ansioso, temos outra matéria pra você! É só clicar aqui.