Cultivando Bonsais: dicas básicas e fundamentais para iniciantes

Jéssica Varjão

Engenheira Agrônoma, sócia-proprietária do Armazém Natural, aquariana é muito sonhadora, sou apaixonada por assuntos que envolvam plantas, animais, moda e viagens,e estou sempre disposta a compartilhar ideias!

As árvores de bonsai são cultivadas para que, mesmo em tamanho mini, se pareçam com a árvore grande, de tamanho real. Essa é uma arte da tradição japonesa, que necessita de paciência, técnica, paciência, amor, paciência, dedicação, paciência, muita força de vontade, e claro, muita paciência. (kkkkk)

1° Escolhendo a espécie:

Você pode iniciar seu cultivo plantando a semente,  por alporquia e estaquia (a partir dos galhos) ou ir à casa especializada e adquirir sua árvore. Eu recomendo comprar o bonsai já pronto, porque embora você não vá experimentar a diversão de criar sua própria árvore, esta é uma ótima maneira de começar e adquirir sensibilidade para os cuidados básicos que se deve ter.

Normalmente nessas lojas de plantas os vendedores são treinados para te ajudar nessa escolha. Já vá com a ideia formada de onde esse vaso ficará a maior parte do tempo, na área interna ou externa de sua casa? Prefere que seja árvore florífera ou frutífera? Quanto tempo para cuidar dessa planta você terá?

Lembre-se de perguntar, pesquisar e estudar sobre a árvore que pretende cultivar, pois cada uma tem sua particularidade. Por exemplo, as azaleias (Rhododendron indicum),  possuem uma base dominante, diferente da maioria das outras espécies. Isto significa que os galhos inferiores se desenvolvem mais fortes do que o ápice (os de cima) e que não deve ser podado em excesso. Os botões florais se formam no verão para o ano seguinte, então você deve aparar sua Azaléia imediatamente após a floração e, então, não podar muito mais, se você quiser flores no próximo ano. como cultivar bonsai azaleia

2° Água a Adubação

Um ponto muitíssimo importante: é praticamente impossível determinar especificamente o quanto o bonsai deve ser regado em uma semana ou um mês. Tudo depende da espécie da árvore e do tamanho do vaso. Ainda assim, uma recomendação importante é que a terra esteja sempre úmida. Aqui, vale também considerar a época do ano (o inverno pede menos regas do que o verão), e checar constantemente a umidade da terra para saber qual o melhor momento para colocar a água.

Eu utilizo borrifador, sou um pouco exagerada e destrambelhada quando o assunto é rega, com o borrifador eu consigo controlar a quantidade de água.

Para que o seu bonsai se mantenha em forma e para que cresça de uma maneira saudável e natural, é necessário que seja adubado na altura correta e com o fertilizante mais adequado. Como regra geral, adube o bonsai no início da primavera e no final do verão/início de outono, uma vez que é nestas alturas que uma planta cresce mais. Os três elementos básicos de qualquer adubo são Nitrogênio (N), Fósforo (P) e Potássio (K), com cada elemento servindo a diferentes finalidades. O Nitrogênio aumenta o crescimento das folhas e caules, o Fósforo estimula o crescimento saudável da raiz e o Potássio estimula o crescimento de frutos e flores.

Sei que como eu, vocês devem conhecer inúmeras receitas de adubos caseiros, mas nesse caso vamos focar nos industrializados, que já vem na formulação e proporção ideal. Deve-se respeitar a dosagem, pois a falta de adubo não é tão perigosa, já o excesso pode vir a matar sua planta rapidamente. É muito importante escolher o adubo certo: durante a época de início da primavera, use um adubo com um teor de Nitrogênio relativamente alto (algo como NPK 12:6:6) para impulsionar o crescimento da árvore. Durante o verão, use um adubo mais equilibrado (como NPK 10:10:10); enquanto que durante o outono, use um adubo para endurecer a árvore para o próximo inverno (como NPK 3:10:10).

3°Poda

Existem duas técnicas diferentes: a poda de manutenção, para manter e refinar a forma existente de um Bonsai; e a poda de estilização, que envolve a poda mais rigorosa para dar a uma árvore sua forma ou estilo.

As árvores têm uma tendência natural a distribuir mais crescimento para as bordas superior e exterior, o que chamamos de ‘‘dominância apical’. Este é um mecanismo natural que impede que as árvores sejam sombreadas por outras. Com essa distribuição de crescimento, os galhos interiores e inferiores da árvore irão eventualmente morrer, enquanto os galhos superiores crescerão fora de proporção; dois efeitos não desejáveis para o desenho de árvores de Bonsai.

Poda de Manutenção:

É necessária para manter a forma, para isso retira-se galhos e brotos que já tenham superado o tamanho e o formato da copa pretendida usando tesouras de galhos ou uma tesoura comum (sempre higienizados, para não ser porta de entrada para doenças). Não tenha medo de podar seu Bonsai, retire folhas velhas e com aspectos doentes em qualquer época do ano.

Poda de estilização:

Essa poda dará a árvore sua forma básica, muitas vezes envolve a poda de grandes galhos. Decidir sobre quais galhos devem permanecer e quais devem ser removidos, pode ser difícil, não só porque é uma ação irreversível, mas também porque faz parte de decidir como a árvore vai ficar. Geralmente fazemos no início da primavera ou final de outono. Essa poda requer um olho clínico, e muita paciência, reserve algum tempo para observar sua árvore e decidir quais galhos não se encaixam no desenho desejado e terão que ser removidos, você pode optar por amarrar galhos a fim de moldá-los mais abertos.

Essas podas deixam cicatrizes que devem ser fechadas com pastas cicatrizantes compradas em lojas especializadas ou feitas em casa a base de canela A pasta protege contra infecções alem de ajudarem a cicatrizar mais rapidamente.

Existem outras dezenas de dicas que envolvem transplante da planta para outros vasos, armação, Nebari (raízes superficiais), Jin ou Shari (aspecto de madeira morta), porém são mais específicas para cada espécie. Você pode encontrar informações mais especificas no Google, ou em lojas especializadas de plantas, algumas dessas lojas contam com pessoas exclusivas que cuidam/prestam manutenção a bonsais, informe-se!

Essa arte é muito prazerosa, decora e trás mais vida ao ambiente. Permita-se conhecer esse mundo em miniatura!

Bons cultivos.